terça-feira, 22 de maio de 2012

ALIMENTAÇÃO, ESPAÇO E TEMPO

Do filme “A Guerra do Fogo” (1981)


A necessidade de se alimentar, em competição com outras espécies, é o grande estímulo no desenvolvimento de instrumentos que auxiliam na obtenção de alimentos. Assim, tem-se evidência de instrumentos de pedra lascada que, há cerca de 2 milhões de anos, foram utilizados para descarnar, melhorando assim a qualidade e a quantidade de alimentos disponíveis. É claro que a pedra, lascada com esse objetivo, deveria ter dimensões adequadas para cumprir sua finalidade. A avaliação das dimensões apropriadas para a pedra lascada talvez seja a primeira manifestação matemática da espécie. O fogo, utilizado amplamente a partir de 500 mil anos, dá à alimentação características inclusive de organização social.

Da utilização de carcaças de animais mortos passa-se a abater presas. A invenção da lança veio dar ao homem uma maior segurança para o abate de presas, que são, em geral, maiores e mais fortes que ele. Lanças de madeira, de cerca de 2,5 metros, apareceram há cerca de 250 mil anos. Sua utilização,  coordenação muscular, percepção de alvo, reconhecimento de partes vulneráveis da presa, mostram o desenvolvimento de uma grande capacidade de observação e análise.

O abate circunstancial e ocasional de presas tinha, obviamente, caráter irregular na organização social. Mas, ao se criar a possibilidade de abater manadas, torna-se necessária a organização de grupos de caça, com uma estrutura hierárquica e liderança, distribuição de funções e organização do espaço. A vida social torna-se muito mais complexa. O aprendizado dos hábitos e dos comportamentos das espécies, não apenas de indivíduos, mostra o desenvolvimento da capacidade de classificar objetos [indivíduos] por qualidades específicas.



Leia todos os nossos posts e assine o nosso feed.
_____________________________________
Bookmark and Share

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ubiratan D'Ambrosio - Poços de Caldas, 1 de julho de 1969